OS PIORES ERROS DE COMUNICAÇÃO

Se comunicar via redes sociais com eficiência está longe de ser fácil, não é mesmo? Com tanta informação circulando por aí, o importante é reduzir a possibilidade de erros. Errar é humano, claro, e até bons profissionais estão sujeitos a erros. Então é importante que você saiba o que NÃO deve ser feito, assim pode ser um bom gerente da sua comunicação nas redes sociais. Vamos agora aos piores erros nas redes sociais?

1) Não planejar antes de agir 

Na ânsia de estar na internet a fim de obter milhares de likes, muitos começam a postar sem planejar. Não se sabe para quem, o que, como e quando postar. Já diz o ditado que todo mundo repete mas não executa – “Se você não sabe para onde está indo qualquer lugar serve” – também cabe quando o assunto é presença digital. É fundamental descobrir e entender qual é o público a ser atingido, quantos são, onde ele está, como interage… Sua empresa precisa definir o objetivo principal de estar nas redes sociais para então pautar a comunicação: relacionamento, interação, institucional, vendas etc, etc, etc.

2) Acreditar que qualquer um pode fazer a gestão da comunicação nas redes sociais 

Os perfis de uma empresa nas redes sociais são uma extensão da organização: sua presença digital. Possivelmente, a empresa recebe mais visitas virtuais do que físicas, então, os perfis precisam expressar sua ideologia, ter compromisso com os seus objetivos, missão e valores. E claro que o profissional escolhido para dar voz digital a sua empresa precisa saber representa-la muito bem.“Mas o filho do meu vizinho saca muito de redes sociais!” Se ele tiver experiência, representar os valores da empresa, souber fazer um planejamento e segui-lo, entregar e entender relatórios de resultados, aí você pode contratá-lo. Caso contrário, o barato sairá caro.

3) Excesso de posts? Não!

Você já reparou o movimento do dedo das pessoas quando elas estão na linha do tempo do Instagram? O dedo fica elevado e movimentando-se de baixo para cima numa velocidade menor que 1 segundo entre um toque e outro, ou seja, o seu post concorre com todas as informações do feed de cada usuário. Se postar em excesso, nenhuma informação terá relevância e é possível que seu perfil seja bloqueado ou descurtido. Se o público não está reagindo, o problema não está na quantidade e sim no conteúdo, na qualidade da sua postagem. Reveja o planejamento, confira os temas, inove no formato (vídeos, lives, promoções…), analise os relatórios de horários e demografia, confira se o assunto está segmentado demais ou demasiadamente amplo de acordo com o seu público-alvo.

4) Achar que quantidade é resultado 

Se perguntarem se a quantidade de fãs / seguidores é o mais importante para o sucesso, aposto que 9 em cada 10 pessoas responderão que sim. Eu mesma acreditei nisso por muito tempo. Isso foi sim importante, mas atualmente o mais importante é o engajamento, ou seja, a ação em torno que foi postado: compartilhamento, comentário, progressão para outros meios, citação. De nada adianta um perfil cheio de gente, se aquelas pessoas não estão realmente interessadas no que sua marca tem a dizer.

5) Não responder às mensagens na mesma velocidade que atende o telefone

Se o telefone tocar, alguém vai atender (imagino eu :), então porque quando chega uma mensagem via redes sociais a resposta não é dada na mesma velocidade? É fato que seu cliente divulgará caso não seja bem atendido pela empresa. Então, não adianta preferir que todos que viram sua comunicação usem o telefone para obter informações, não é mais assim que funciona!

6) Responder às questões do cliente nos comentários: use a conversa privada

É bem possível que a maioria dos diálogos se inicie nos comentários dos posts, mas cabe a você informar que a resposta será dada numa conversa privada e inicia-la imediatamente.


Ufa! Agora você já sabe como evitar os piores erros nas redes sociais! Curta nossa página no Instagram e fique sempre por dentro das melhores dicas de marketing.

Comments

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>